quinta-feira , julho 18 2019
Casa / Cinema / HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA concretiza o retorno do personagem à sua origem quadrinesca.

HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA concretiza o retorno do personagem à sua origem quadrinesca.

Depois de duas encarnações do Homem-Aranha com atores diferentes no cinema, finalmente a parceria entre Sony e Marvel Estúdios se concretizou e pudemos ver um Homem-Aranha “raiz”. Spider-Man: Homecoming finalmente me apresentou o cara que eu cresci lendo: novamente na escola, com seus amigos, namoradinha, tentando provar o seu valor, descobrindo o quanto o mundo é grande.
O Jovem ator Tom Holand, apareceu pela primeira vez como o Aranha em Capitão América Guerra Civil (2016) e já conquistou os fãs. Esse novo Homem-Aranha do MCU (Universo Compartilhado da Marvel) é jovem, inexperiente, e com um mundo grande demais para suas pequenas teias.
Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019) colocaram o amigo da vizinhança em viagens espaciais e batalhas apocalípticas. Ele desapareceu com o Estalo de dados do Thanos e reapareceu com o Estalo do Tony Stark. Tudo muito grande para o jovem herói. Algo que acontece sim na vida do personagem, mas muito depois de sua origem.
Depois de todas essas aventuras espaciais e lutas com monstros e ditadores, qualquer um só gostaria de ter um momento de paz e tranquilidade com seus amigos e com a bela garota da escola, não é mesmo. E é a partir desse ponto que começa Homem-Aranha: Longe de Casa.
Na trama o cansado Peter tenta fugir da responsabilidade e do peso de ser um herói e sai de férias escolares com a turma da escola. Seu amigo Ned, o encrenqueiro Flash, a bela Michele (uma espécie de Mary Jane), e até um garoto da escola que não despareceu com o Estalo do Thanos e agora está mais velho e bonito que o resto da turma, estão junto com ele pela Europa. Mas nem tudo são flores na vida do jovem Peter. Seres monstruosos chamados de Elementais, ameaçam destruir a Terra e ele se vê obrigado a se aliar com o Mystério (Jake Gyllenhaal), um novo “herói” apresentado por Nick Fury (Samuel L. Jackson).
Quem conhece os Quadrinhos do Cabeça de Teia sabe que o Mystério não é flor que se cheire e que pode se esperar de tudo dele. Além disso ele é um dos principais vilões da vasta galeria do universo do herói.
Curioso pra saber o que acontece com o Homem-Aranha e com o Mystério? Se tudo que ele diz é verdade? Se há realmente um Multiverso? Se o Peter finalmente vai se declarar para MJ?
Então se balance em suas teias até o cinema mais próximo e confira mais essa espetacular aventura. Tenho certeza que, mais uma vez, assim como eu, você vai se identificar com esse garoto corajoso e cheio de medos.
Tenham um bom filme.

Ah atenção para as duas importantes cenas pós-créditos.

Cristiano Silva

Sobre Paulo Dagomeh

Paulo Dagomeh
Poeta, compositor e ativista cultural, fundou, com amigos, o grupo Radicais Livres e o Movimento Supernova. É membro do Colegiado Livro e Leitura.