segunda-feira , maio 20 2019
Casa / Crônicas

Crônicas

Crônica: O atentado ao carteiro – por Fábio Sena

Eram dez da manhã de um daqueles dias de sol a meio metro quando o carteiro irrequieto gritou-me à porta, a plenos pulmões, grito de pressa, de decompor moral. Correspondência! Apressava-me. Apressei-me. Saltei como gato da cama, nervos arruinados, tropecei em móveis, brinquedos e controles remotos, território longínquo este do …

Leia mais »